São José dos Pinhais ganha nova central de mobilidade urbana. Conheça

mar 12, 2024

central de mobilidade urbana

São José dos Pinhais tem uma nova central de mobilidade urbana para gestão do trânsito da cidade. O espaço conta com 8 estações de trabalho e robusto vídeowall para visualização e gestão dos cruzamentos semaforizados do município da região metropolitana de Curitiba. Tudo isso controlado pelo software Antares Evolution, ferramenta de gestão do tráfego fornecida pela DATAPROM.

O espaço foi oficialmente inaugurado neste ano. Do local, os operadores da Secretaria Municipal de Urbanismo, Transportes e Trânsito (SEMUTT) observam o comportamento dos 124 cruzamentos semaforizados da cidade.

Todos os cruzamentos de São José dos Pinhais contam com controladores semafóricos DP40 e DP40-A fornecidos pela DATAPROM. São equipamentos com alta tecnologia embarcada, que permitem micro ajustes no modo local ou centralizado e garantem uma gestão mais eficiente do trânsito.

Além disso, São José dos Pinhais conta com 295 botoeiras comuns e 30 botoeiras inteligentes.

A nova Central de Mobilidade Urbana (CMU) de São José dos Pinhais controla agora todos esses dispositivos. O novo espaço, desse modo, é o palco da definição de planos dos ciclos semafóricos, programações de ondas verdes, recebimento de alertas e até correções e manutenções remotas.

Novidades no trânsito de SJP

No início do ano passado, São José dos Pinhais já havia inovado com instalação do Real Light Pro em dois semáforos. As faixas de led estão na Avenida Rui Barbosa com a Rua XV de Novembro e operam sincronizadas com os leds dos porta-focos. Desse modo, elas ampliam a ativação sensorial de pedestres e motoristas para o estágio do semáforo.

Além disso, mais recentemente, a DATAPROM implantou no município o sistema de laços indutivos próximo ao Shopping São José. Essa solução detecta o fluxo de veículos e permite a adoção de planos de tráfego conforme a variação da demanda, ou seja, a via com maior volume de veículos é identificada e o tempo de verde nela é prolongado para dar maior vazão a esse tráfego.

De acordo com o secretário de Transportes e Trânsito, Lucas Pigatto, as iniciativas são importantes para o município.

“Estamos adotando tecnologias inovadoras para aprimorar a mobilidade urbana em nossa cidade. O sistema de laço indutivo proporcionará uma resposta mais eficiente aos padrões de tráfego, beneficiando diretamente todos os são-joseenses, afirmou em entrevista ao portal da cidade.

Fale com um dos nossos especialistas e entenda mais sobre as soluções da DATAPROM

 

Loading...