Apenas digital: tarifa do ônibus agora é só no cartão em Curitiba

maio 31, 2023

Pagamento digital no transporte coletivo

Pagamento digital no transporte coletivo: Curitiba modernizou o sistema de bilhetagem no transporte coletivo e concluiu a transição operacional que digitalizou 100% das transações financeiras dentro dos ônibus.

Medida trouxe economia para operadores e passageiros e segurança para as viagens

 

Esse processo começou em abril de 2023. Na ocasião, 100% da frota passou a aceitar cartões de débito e crédito com tecnologia de aproximação, assim como celulares, smartwatches ou pulseiras com chips (smartbrand). Mas ainda havia linhas com possibilidade de pagamento em dinheiro.

 

A transição para a digitalização foi realizada de forma gradual, de modo a permitir a adesão a essa nova cultura para pagamentos nos ônibus e a incorporação dos cobradores em outros postos de trabalho dentro das empresas de ônibus.

 

E no último dia 13 de maio Curitiba anunciou a transição nas últimas três linhas que ainda aceitavam dinheiro para pagamento da tarifa: a 040-Interbairros IV, 050-Interbairros V e 060-Interbairros VI. Com isso, todas as 242 linhas do sistema agora só aceitam pagamento digital, seja com o cartão-transporte, cartão-transporte avulso ou cartões de débito e crédito.

 

Esse foi mais um passo importante para tornar a gestão do sistema mais eficiente e aumentar a segurança na operação. Sem a circulação de dinheiro, Curitiba reduziu em 87% a quantidade de assaltos nos ônibus.

 

De acordo com a Urbs, os ônibus registraram 834 assaltos em 2019. Em 2022, foram 103 – queda de 87%. Como consequência, o prejuízo com os assaltos passou de R$ 125,2 mil em 2019 para R$ 10,6 mil no período — queda de 91%.

 

COMO FUNCIONA

 

Rápido, prático e seguro, o pagamento digital no transporte coletivo oferece a conveniência de fazer transações apenas aproximando os dispositivos em um leitor habilitado. Desse modo, ele é ideal para transações de baixo valor e situações que velocidade para diminuir filas. Além disso, as transações são realizadas dentro do padrão de especificações EMV Technology.

 

Os passageiros que pagam a tarifa nessa modalidade não precisam digitar senha, pois a transação é por aproximação dos cartões com tecnologia NFC (NFC Near Field Communication). No caso dos celulares e relógios, por outro lado, a transação é realizada por meio de aplicativos, como Android Pay, Apple Pay e Samsung Pay.

 

O sistema aceita pagamento com as bandeiras Visa, Mastercard e Elo.

Saiba mais sobre as soluções da DATAPROM

Loading...